Menu


Tailândia: PM queima plantação com 10 mil pês de maconha e colocou atrás das grades o trio do tráfico

08 DEZ 2014
08 de Dezembro de 2014
WELLINGTON HUGLES
De Tailândia
Foto: Wellington Hugles

Uma ação realizada no combate ao tráfico de drogas pelo 6ª Companhia Independente de Tailândia (6º CIPM), em Tailândia, sudeste do estado, logrou êxito com a prisão em flagrante de três elementos e a destruição de uma plantação com mais de 10 mil pês de maconha na zona rural da cidade.

Desde a manhã da sexta-feira (5), o comando do 6ª Companhia Independente de Tailândia (6º CIPM), estava no encalço de um trio que estava aterrorizando a cidade e realizando a venda de drogas, além de assaltos a ônibus e caminhões, inclusive com o fornecimento de armamentos para que ocorressem roubos as residências.

O trio foi preso no início da tarde da sexta-feira (5), de posse deles estavam, armamentos de grosso calibre, como espingarda e garruchas, além de uma grande quantidade de sementes de Cannabis sativa, além de uma grande quantidade ensacada da erva já preparada para comercialização.

Após a apresentação dos meliantes perante a autoridade policial na Delegacia de Polícia Civil de Tailândia, a “casa caiu”, quando os homens denunciaram o local onde faziam o cultivo da erva “maldita”.

A ação policial teve continuidade na manhã do sábado (6), sob o comando do Major Robson, comandante do 6º CIPM, que com o apoio do GTO, adentraram a zona rural da cidade e descobriram uma área rural com uma plantação de mais de 10 mil pês de maconha, pronta para ser colhida, imediatamente toda a plantação foi queimada.

Segundo informações dos meliantes, a área pertence a um meliante vulgo “Francos”, que até o momento não foi capturado, mas que já e “figura carimbada” da PM, e possui uma vasta ficha criminal na Delegacia da cidade.

O comandante do 6º CIPM Major Robson, afirmou que estas ações serão ininterruptas, e que os meliantes que pensarem em cometer delitos na cidade, deve pensar duas vezes, por que a PM estará a postos para coibir e colocar os malfeitores atrás das grades.

Estiveram na missão de combate ao trafico de drogas, os militares: Cabo R. Marques e Barreto, juntamente com os soldados: Wellington, Eduardo, Quaresma, D. Souza, Moraes e Diego, sob o comando do Major Robson.
Voltar



Tenha você também a sua rádio